Mentira vs. Verdade!

By Bispo Sinvaldo Coelho

“Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros”. (Efésios 4.25).

É impressionante como se vive a mentira nos dias de hoje com a maior das naturalidades. Milhões de pessoas ficam assentados a frente de uma TV para apreciarem um jogo de mentiras onde prevalecera aquele que é mais esperto, bonito e sagaz.

Em outro aspecto existe o “cara de pau” que mesmo tendo sido filmado em sua transgressão, ainda declara que não sabia de nada e tenta nos convencer que as imagens gravadas são armações.

O pior de tudo é que aquilo que outrora era prática de alguns se tornou comum a todos e infelizmente, entrou até mesmo no arraial dos santos.

Hoje, quando mencionamos o caráter de alguém temos que dizer: “Ele é muito honesto” ou frases semelhantes a estas.

Por que será? Os valores morais tornaram-se tão relativos que passamos a relativizar a moralidade e tantas outras marcas do caráter. Não basta dizer que alguém é correto, temos que declarar que ele é muito correto.

E quanto à verdade? Descobri em minha experiência que uma mentira proferida seguidas vezes por um bom mentiroso carismático acaba convencendo aos ouvintes de que é verdade.

Comprovamos isto no discurso que é gritado por “supostos” defensores de uma minoria que atacam a família tradicional (Gn. 1.27).

Aprendi que existem alguns tipos de pessoas: “Aquelas que são enganadas por sua singeleza; aquelas que são enganadas porque gostam de ser enganadas; aquelas que são enganadas por que são praticantes do engano; aquelas que são enganadas por que sofrem de esquizofrenia e aquelas que são enganadas até que venham a conhecer a verdade”. Que tipo de pessoa que você é?

O cristão evangélico crê e é orientado pela Bíblia Sagrada, portanto, lhe cabe observar os ensinamentos da Palavra de Deus.

E o que ensina as Sagradas Escrituras com relação à mentira e ao mentiroso? Este não ficará na casa de Deus e nem ante os Seus olhos (Sl. 101.7), não ficará impune (Pv. 19.5), são filhos do diabo (Jo. 8.44), são servos da criatura (Rm. 1.25), lhes é permitido acreditar na mentira (2 Ts. 2.11), tem a mente cauterizada (1 Tm. 4.2), não entrarão na Nova Jerusalém (Ap. 21.27, 22.15).

Opostamente ao mentiroso, o verdadeiro é aquele que detesta a mentira, ama a lei do Senhor (Sl. 119.163), sabe qual é a verdade e sabe que mentira alguma procede da verdade – Jesus Cristo (1 Jo. 2.21), possui entendimento para conhecer a verdade e está unido com o Deus verdadeiro e com Seu Filho (1 Jo. 5.20).

O que mais deveria escrever? Que tal transcrever as palavras de nosso Senhor Jesus Cristo: “Então Jesus disse para os que creram nele: — Se vocês continuarem a obedecer aos meus ensinamentos, serão, de fato, meus discípulos e conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”. (Jo. 8.31-32).

E CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *